Buscar...

Populares Todos

Coisa Mais Linda: Empreendedorismo e Empoderamento na Netflix

Renata Furtner

Uma série de Empreendedorismo e Empoderamento.

Coisa Mais Linda é Brasileira, produzida pela Netflix e se passa entre a década de 50 e 60.

Tem como pano de fundo as lindas paisagens do Rio de Janeiro, o nascimento da Bossa Nova e o empoderamento feminino que revolucionou o Brasil e o mundo nessa época.

Dentro deste contexto a série aborda a vida de quatro protagonistas com realidades e necessidades totalmente diferentes, mas com uma coisa em comum: todas queriam ser autoras e protagonistas da própria história.

Maria Luiza é filha de uma família rica de São Paulo. Ela se casa, tem um filho e decide abrir o próprio negócio. Chegando no Rio de Janeiro descobre que seu marido fugiu com outra e roubou todo seu dinheiro.

Adélia é uma mulher negra, mãe, que mora no morro e trabalha desde cedo para se sustentar. A personagem aguenta diversos desaforos no trabalho para poder manter sua renda.

Lígia é casada com um homem importante da sociedade carioca. Seu próximo passo na vida social do Rio de Janeiro é ser mãe. O sonho dela sempre foi cantar, mas seu marido a impede de trabalhar, sobrando assim apenas o papel de apoio.

Theresa é viajada, tem um casamento liberal e um cargo importante em uma editora. Também sofre opressão e é silenciada por colegas de trabalho.

5 motivos para toda empreendedora começar a assistir a série agora

1) Protagonismo

A principal motivação de uma das protagonistas para abrir seu próprio negócio era estar cansada de ser filha, esposa ou mãe de alguém.

Ela queria ouvir sua própria voz e construir seu legado.

Aprendizado: Não há nada mais gratificante do que construir algo que seja seu.

2) Confiança

Na série muitas pessoas tentam fazer com que as empreendedoras desistam.

A motivação? Subestimavam a capacidade da mulher empreendedora.

Aprendizado: Não dependa da aprovação alheia para abrir seu negócio. Se você acha que tem uma boa ideia vá em frente!

Muitas vezes as críticas podem dizer mais sobre quem está criticando do que sobre você ou sua ideia.

3) Riscos

As empreendedoras optaram por viver sem a certeza de estabilidade financeira para apostarem no sonho de abrir seu negócio.

Aprendizado: Engana-se quem pensa que trabalhar para outras pessoas é sinônimo de segurança.

Não é segurança nenhuma depender de terceiros para se manter.

A série mostra que se você estiver preparada para passar dificuldades no começo e que se estiver disposta a dedicar todo seu tempo e energia para fazer acontecer o resultado quase sempre vale à pena.

4) Resiliência

Diversos obstáculos aparecem ao longo do caminho o que quase faz com que as empreendedoras pensem em desistir.

Aprendizado: A única diferença entre o sucesso e o fracasso é o quase.

Com exceção dos empreendedores cheios de recursos, a grande maioria já pensou em desistir pelo menos uma vez.

Empreender não é uma linha reta, por isso é importante nunca perder a força e coragem para continuar.

5) Apoio

É muito comum produções que exaltam a rivalidade feminina, nesta série é o contrário.

Mulheres com diferentes necessidades e histórias de vida se apoiam para conquistarem seu direito de liberdade e independência.

Aprendizado: Se você não encontrar apoio onde acha que deveria ter, procure em outro lugar.

Bônus da série

  • Trilha sonora incrível;
  • Fotografias de tirar o fôlego;
  • Figurinos e cenários impecáveis;
  • Abordagem de temas como: racismo, relações abusivas e empoderamento feminino.

Como nada é perfeito a série pode pecar em alguns estereótipos, porém, garantimos que há muito a aprender e se divertir. 

Comentários

cComentários

Renata Furtner
Renata Furtner

Psicóloga, especializada em Neuromarketing e Comportamento do Consumidor. Citação favorita: "Seja gentil sempre que possível. Sempre é possível."

  • 1

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *