Buscar...

Tecnologia Todos

Posições no Google: Como São Escolhidas

Avatar

“Tenho um site, pago domínio e hospedagem direitinho, mas não tenho nenhum retorno financeiro com ele, porque quando o meu possível cliente está buscando pelos serviços e produtos que eu posso oferecer, ele chega primeiro em uns 20 concorrentes antes de me encontrar”

Alguns nos contam que pagam anúncio e mesmo assim não aparecem na primeira página. Outros dizem que já fizeram até promessa, mas nada os coloca na frente.

Se identificou?

Se sim, esse texto é para você!

Há uma frase do Google que exemplifica como nenhuma outra o tamanho desse problema:

“Se quiser esconder um corpo, basta colocá-lo na terceira página.”

Ficou desesperado? Calma!

Hoje vamos te explicar o motivo de alguns sites aparecerem na rede de pesquisa e outros não, além de te dar 3 dicas para melhorar a posição da sua empresa nas ferramentas de busca.

1) Como ficar bem posicionado no Google?

O Google busca proporcionar a melhor experiência para o usuário, isso quer dizer que há uma série de algoritmos que medem quão relevante é o seu site, ou seja, qual a probabilidade dele ser exatamente aquilo que o usuário estava pesquisando.

Pode pesquisar qualquer coisa no Google e você verá que os sites nas primeiras posições são os que tem mais chances de te fazer completar uma ação: cadastrar, comprar, ligar, baixar etc

Isso quer dizer que sites que respondem as dúvidas dos visitantes e cumprem suas expectativas são considerados mais relevantes.

Quer se tornar relevante para o Google? Leia 5 passos simples para ter uma presença digital relevante

2) Como são eleitos os sites que ficam nas primeiras páginas?

Os critérios nunca foram revelados oficialmente, porém, sabemos alguns deles:

Velocidade do site

Usuários esperam no máximo de 3 a 5 segundos um site carregar. Parece pouco mas em tempo de internet 6 segundos são uma eternidade!

Saiba como deixar seu site mais rápido em poucos segundos

Quantidade de usuários que clicam no seu site nas ferramentas de buscas

Exemplo: Se seu site aparece para 100 pessoas e apenas 10 clicam nele, ele terá um indicador de 10% de taxa de clique. Quanto maior a taxa de clique, maior a relevância.

Esse fator pode ser alterado trabalhando melhor títulos e descrições que aparecem no Google.

Tempo que os usuários ficam na sua página

Se os visitantes saem rápido de uma página, o Google entende que eles não estão encontrando o que precisam. Como já falamos, o cliente de hoje é um super consumidor mega informado, portanto, você tem apenas alguns segundos para prender a atenção dele.

Isso quer dizer que o usuário precisa saber que você é a solução para os problemas dele em pouquíssimos segundos. Então tome cuidado com texto demais ou com uma linguagem que não fala diretamente com o público.

Exemplo: formal demais, técnico demais, informal demais etc

Veja 4 dias simples para criar sua persona

Usabilidade

Aqui nos referimos a qualidade do site. O quanto é fácil e gostoso navegar por ele.

Segundo pesquisas um pequeno erro de programação pode fazer o visitante desistir da navegação e nunca mais retornar. Perde-se a confiança na empresa!

Colocar informações de maneira mais visual, escrever textos para conversar com o seu público alvo, escolher as combinações de cores, os efeitos e fotos de alta resolução é essencial.

São todos esses detalhes que fazem os usuários ficarem ou não, retornarem ou não, realizarem uma compra ou não.

Como escolher as cores certas para a sua empresa

SEO

É um conjunto de técnicas de otimização, com o objetivo de deixar o site mais leve, mais rápido e mais rastreável pelos robôs do Google.

3) Por que alguns sites são lentos?

Isso depende de alguns fatores:

Capacidade da Hospedagem

A hospedagem é um espaço virtual que você paga mensalmente para armazenar os arquivos do seu site. Um dos grandes motivos de lentidão é ter mais arquivos ou arquivos mais pesados do que sua hospedagem consegue suportar. Por isso, antes de contratar uma hospedagem é muito importante fazer esse balanço.

Leia também: Tudo o que você precisa saber sobre hospedagem

SEO

Lembra daquele conjunto de técnicas que falamos no começo do texto? Então, há uma série de regras só para deixar seu site mais rápido:

  • Otimização de Imagens e vídeos
  • Otimização de Códigos
  • Compactação de Códigos
  • Tipografia
  • Otimização de Urls
  • Descrição de Imagens

Mas isso é conteúdo para outro texto!

4) Por que alguns sites não funcionam nos dispositivos móveis? O que perdem com isso?

Cada tela tem uma tamanho, isso quer dizer que um site deve ser planejado desde o começo para ter um layout flexível, possibilitando que ele se ajuste automaticamente a qualquer dispositivo e tela.

Aquele site que você consegue acessar do celular, do tablet e do computador, por exemplo, é considerado um site responsivo.

Dois motivos para você garantir a responsividade:

1) O número de internautas brasileiros que realizam pagamentos através de seu Smartphone dobrou de 21% no final de 2014 para 46% em 2015.

2) Como se a quantidade de usuários que navegam e compram através de Smartphones não fosse suficiente, o Google penaliza sites que não são responsivos. Lembra que falamos dos critérios para um site ser considerado relevante? Então, o Google entende que ser responsivo é o mínimo do mínimo.

5) Por que o Blog é importante?

Uma empresa tem 3 tipos de possíveis clientes:

1) O Aprendiz: Ainda não sabe da sua necessidade

2) O Pesquisador: Está procurando informações para tomar uma decisão

3) O Comprador: Está no momento da compra

Com o blog você consegue conversar com àqueles que ainda não estão no momento da compra e que, portanto, uma abordagem de vendas não funcionaria.

  • Você consegue alertar sobre um problema e mostrar que tem a solução para aqueles que ainda não sabem da sua necessidade.
  • Para àqueles que já estão pesquisando você pode dar informações para mostrar que é um especialista e que sua empresa é confiável.

Só isso já seria motivo suficiente, certo?

Ainda tem mais: o blog também pode tornar sua empresa mais relevante, se tiver conteúdos originais e responder as principais dores do seu público alvo.

Isso quer dizer que o blog pode ajudar a sua empresa a ficar melhor posicionada nos resultados de pesquisa.

Veja como construir conteúdos que vendem em 6 passos simples

Resumindo:

1) Garanta que seu site é responsivo

2) Se ainda não tem, comece já um blog! Foque em produzir conteúdo de qualidade. Se você já tem um blog, não desista, foque na qualidade do conteúdo e na periodicidade das postagens!

3) Peça para alguém navegar no seu site pela primeira vez e anote todos os momentos em que o usuário se sentiu perdido. Garanta que as informações sejam claras e visuais.

Anote todas as vezes que o visitante se sentiu incomodado com alguma cor, detalhe, imagem ou efeito. Garanta que todas as imagens e vídeos tenham a melhor resolução. Verifique se o usuário entendeu qual é o seu negócio e se o seu site conseguiu convencê-lo de que a sua empresa é confiável.

Achou difícil? Não basta apenas seguir todas essas regras, precisa também de muita paciência esperando o Google reconhecer a sua empresa como relevante.

Quanto mais dessas ações você fizer mais rápido os robôs do Google irão escanear seu site.

Então, não desista e continue fazendo um bom trabalho!

Comentários

cComentários

Avatar
O Gerador

Especialistas e apaixonados por tecnologia <3

  • 1

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Quer receber as novidades em primeira mão?